AFP PHOTO/Marcelo SALINAS
AFP PHOTO/Marcelo SALINAS

Para União Europeia, acordo entre Colômbia e Farc é ‘passo decisivo’ em direção à paz

Chefe da diplomacia europeia afirma em comunicado que compromisso é ‘crucial para garantir uma justiça eficaz e crível para as vítimas do conflito'

O Estado de S. Paulo

24 Setembro 2015 | 10h14

BRUXELAS - A chefe da diplomacia europeia, Federica Mogherini, qualificou nesta quinta-feira, 24, como “passo decisivo” em direção à paz o acordo anunciado ontem em Cuba entre o governo colombiano e as Forças Revolucionárias da Colômbia (Farc), maior grupo guerrilheiro do país.

“O anúncio sobre um acordo de justiça transicional e um prazo de seis meses para um acordo final é um passo decisivo para seguir a diante”, disse Mogherini em comunicado.

“O compromisso de todas as partes envolvidas é crucial para garantir uma justiça eficaz e crível para as vítimas do conflito”, acrescentou considerando que esse será “um elemento essencial para ajudar a curar as feridas da violência e construir uma paz eficaz e duradoura”. “A paz está mais próxima do que nunca na Colômbia”, disse.

O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, anunciou ontem em Havana um acordo com o chefe das Farc, Rodrigo Londoño Echeverri, conhecido como Timochenko, e destacou que o pacto definitivo deverá chegar “no máximo em seis meses”. /AFP

Mais conteúdo sobre:
Colômbia Farc União Europeia paz

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.