Paraguaios pedem uso de reservas em projetos sociais

Cerca de mil integrantes de organizações civis no Paraguai fizeram hoje uma manifestação nas ruas da capital do país, Assunção, para pedir ao governo o uso de parte das reservas internacionais do Banco Central para financiar projetos sociais. A manifestação foi apoiada pelos camponeses sem-terra, de diferentes organizações, que pedem ao governo do presidente Fernando Lugo a expropriação de oito milhões de hectares de terras que, afirmam, estão sob o poder de colonos brasileiros."Nós, companheiros de diferentes comitês do Departamento Central (Assunção) e camponeses de outros Departamentos (Estados), principalmente San Pedro e Concepción, nos reunimos para pedir a renúncia de Rubén Candia, fiscal geral do Estado", disse Gilberto Cáceres, líder do movimento dos paraguaios que vivem nas cidades e não têm casas para morar.

AE-AP, Agencia Estado

18 de novembro de 2008 | 20h53

Tudo o que sabemos sobre:
Paraguaiprotestobrasileirosreservas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.