Parente de Saddam Hussein acusado de financiar atentados é detido

A Polícia iraquiana anunciou nesta sexta-feira a detenção de um parente do ex-presidente iraquiano Saddam Hussein sob acusação de financiar e dirigir operações armadas nas províncias de Salah el-Din e Kirkuk, ambas no norte de Bagdá.Uma fonte policial, que pediu para não ser identificada, explicou que forças americanas e iraquianas detiveram Raad Abd al-Hassan, primo de Taban, Barzan e Sabaui Ibrahim Al-Hassan, meio-irmãos do deposto ditador iraquiano.A fonte relatou que Al-Hassan foi preso durante uma operação em sua casa em um povoado próximo a Kirkuk, embora não tenha detalhado quando a detenção aconteceu.Al-Hassan, que segundo a fonte retornou ao Iraque há pouco tempo, é acusado de ser o responsável pelo financiamento dos grupos armados de fora do Iraque e de dirigir os atentados que têm como objetivo o Exército e policiais iraquianos na província de Salah el-Din, especialmente nas cidades de Tikrit e Beiji.Além disso, Al-Hassan é acusado de assassinatos e roubos a civis na estrada que une Tikrit a Kirkuk.A fonte assinalou que a detenção ocorreu após "informações de fontes de confiança" conseguidas por meio de homens armados que tinham sido detidos e civis que foram alvo de seqüestros e de violência.Antes de sua detenção, Al-Hassan se escondeu das forças da ordem viajando sem interrupção, acrescentou a fonte.O Governo iraquiano anunciou na quarta-feira que um sobrinho de Saddam, Bashar Sabaawi, foi detido em Beirute em uma operação na qual colaboraram os serviços de segurança iraquianos e a Polícia internacional (Interpol).Segundo um comunicado do Governo emitido então, o nome de Bashar Sabaawi Ibrahim al-Tikriti figurava na lista dos criminosos mais procurados por "crimes contra a população iraquiana" cometidos durante o regime de Saddam Hussein.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.