Parentes das vítimas de 11/9 dizem não à guerra

A Associação dos Familiares das Vítimas de 11 de Setembro de 2001 afirmo que o presidente americano, George W. Bush, não tem nenhum direito de usar o nome das vítimas das Torres Gêmeas para justificar um ataque unilateral dos EUA contra o Iraque. Um grupo de senadores italianos que se opõem à guerra recebeu nesta terça-feira Valerie Lucznicowsca, que no atentado perdeu um sobrinho de 37 anos, e que começará uma visita nos próximos dias às cidades de Assis, Pádua, Veneza e Milão, com o objetivo de lançar uma campanha contra a guerra. A representante do movimento, formado por cerca de 70 famílias que perderam parentes nos ataques terroristas nos EUA, destacou que a associação jamais foi recebida por Bush. Lucznicowska citou uma frase de Martin Luther King que resume a filosofia do grupo: "A guerra é um péssimo cordão para descortinar uma manhã de paz".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.