Parentes de vítimas do Kursk fazem protesto

RÚSSIA

, O Estado de S.Paulo

13 de agosto de 2010 | 00h00

Amigos e parentes dos 118 marinheiros desaparecidos no naufrágio do submarino nuclear Kursk marcaram ontem a cerimônia pelos 10 anos da tragédia denunciando a degradação e os riscos da Marinha de Moscou. Numa missa realizada na Catedral de São Nicolau, eles alertaram para o risco de que acidentes semelhantes voltem a ocorrer, já que os comandantes militares "não aprenderam nada com o Kursk e a penúria da Marinha de guerra ainda é a mesma de 12 de agosto de 2000, quando ocorreu o acidente".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.