Parentes identificam corpos de vítimas de acidente aéreo

Bandeiras foram colocadas a meio mastro e igrejas realizaram orações especiais em toda a Rússia nesta segunda-feira, um dia após o acidente aéreo que matou 124 pessoas na cidade siberiana de Irkutsk.Setenta e cinco das 203 pessoas que estavam a bordo sobreviveram, quatro continuam desaparecidas e 52 permanecem hospitalizadas, informou o Ministério de Situações de Emergência.Foi a segunda catástrofe envolvendo a aviação comercial russa em apenas dois meses. Investigações preliminares indicaram uma falha no sistema de freios, segundo noticiaram agências de notícias do país. O Ministério dos Transportes informou que as duas caixas-pretas da aeronave foram recolhidas e ainda estão sendo analisadas. Irkutsk fica a 4,2 mil quilômetros a leste de Moscou. Pelo menos 12 passageiros eram estrangeiros, originários da Bielo-Rússia, Polônia, China, Alemanha e Azerbaijão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.