Parlamentar israelense acusa Sharon de enganar EUA

Em uma denúncia que poderia aumentar ainda mais o descontentamento dos Estados Unidos com relação a Israel, um parlamentar oposicionista apresentou fotografias "antes" e "depois" de quatro postos avançados de assentamentos em expansão em terras palestinas. Segundo ele, as imagens provam que Tel-Aviv está enganando Washington, permitindo a ampliação de enclaves ilegais, ao invés de eliminá-los.O grupo ativista Paz Agora anunciou ter identificado 53 postos ilegais que Israel teria de desmantelar com base em um plano de paz endossado pelos EUA - quase o dobro dos 28 citados em uma lista apresentada pelo governo israelense à Casa Branca na semana passada.Funcionários do governo americano em Israel recusaram-se a comentar o assunto. Nas últimas semanas, porém, eles vêm criticando publicamente a conduta de Israel, em um sinal da crescente impaciência americana com relação aos postos ilegais de assentamentos, vistos como as sementes de futuras colônias.Asaf Shariv, um assessor do primeiro-ministro Ariel Sharon, alegou hoje que a lista com 28 postos ilegais é correta e recusou-se a comentar a denúncia da oposição. Na semana passada, autoridades locais disseram que menos da metade desses postos seria removida e que outros estariam em processo de "legalização".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.