Parlamentar opositor é acusado de 'traição'

Um dos principais nomes da oposição russa na Duma (Câmara Baixa) deve ser investigado por "traição nacional", acusado de ter "solicitado aos EUA que interfiram na política da Rússia". Dmitri Gudkov, parlamentar que participou das manifestações de dezembro de 2011 contra a eleição do presidente Vladimir Putin, esteve nos EUA no início do mês. Ele foi expulso de seu partido, o Rússia Justa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.