Parlamentares brigam durante sessão na Coreia do Sul

Votação do Orçamento de 2011 gerou confusão entre deputados no Parlamento em Seul

AE, Agência Estado

08 de dezembro de 2010 | 15h39

  Deputados brigam no parlamento sul-coreano. Foto: Han Sang-Gyun/Yonhap/Reuters

SEUL - O partido governista da Coreia do Sul pressionou hoje pela aprovação do Orçamento para o próximo ano, gerando duros protestos e brigas no Parlamento, em Seul. Os congressistas da oposição exigiam profundos cortes de gastos em um importante projeto para um rio.

Veja também:

mais imagens Galeria de fotos: Briga no parlamento sul-coreano

A Assembleia Nacional viveu cenas de caos, quando parlamentares do governista Grande Partido Nacional (GNP) tentaram forçar a passagem por entre colegas da oposição, enquanto estes cercavam a cadeira do presidente do Parlamento para impedir sua passagem. Houve muitos gritos e escaramuças entre rivais políticos, enquanto alguns trocavam agressões no entorno do pódio onde ficam as lideranças parlamentares. Alguns apelaram para socos e pontapés.

O confronto durou alguns minutos, enquanto os membros da oposição, em minoria, eram retirados da região do pódio pelos membros do GNP. O partido da situação tem 171 cadeiras, no Parlamento unicameral de 298 membros.

O GNP aprovou então o Orçamento de US$ 274 bilhões, após pequenos cortes na proposta do governo. A principal sigla da oposição, o Partido Democrático, exigia profundos cortes em um grande projeto para dragar e restaurar os quatro maiores rios do país. No ano passado, a Coreia do Sul lançou um projeto de US$ 19 bilhões para os rios, apesar dos protestos por causa do medo que ele tenha um forte impacto ambiental. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Coreia do Sulbrigaparlamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.