Parlamentares espanhóis reclamam de prêmio pela Copa

O bônus de 720 mil euros oferecido a cada jogador espanhol, caso vençam a Copa do Mundo no Brasil, está causando revolta entre parlamentares da Espanha.

Agência Estado

07 de junho de 2014 | 11h33

O valor foi fechado em 3 de junho, quando o capitão da seleção Iker Casillas e o vice-capitão Xavi Hernández assinaram o acordo com a federação espanhola de futebol. O acordo representou um aumento de 600 mil euros que cada jogador pode receber em relação ao bônus obtido pela vitória na Copa da África do Sul, em 2010.

Os parlamentares Pablo Martin Pere e Susana Ros consideraram o prêmio "desproporcional" e "um insulto aos cidadãos espanhóis", considerada a crise econômica que o país enfrenta nos últimos anos. A deputada Laia Ortiz disse que pretende levar a questão ao parlamento e criticou o futebol por ser "outro mundo" onde "não há crise". Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EspanhaprêmioCopa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.