Parlamentares governistas criticam Pinochet na Câmara

Os deputados governistas do Chile abriram a sessão desta terça-feira na Câmara exibindo um grande cartaz com a frase "Pinochet não é santo", em alusão ao ex-ditador chileno, que faleceu no último domingo. Os oposicionistas não estavam presentes, pois grande parte deles encontrava-se na Escola Militar de Santiago, onde foi realizada a missa fúnebre de Pinochet.Durante a sessão, integrantes dos partidos Socialista e Pela Democracia ergueram também uma faixa, na qual estavam gravados os nomes de todos os presos políticos e desaparecidos durante a ditadura de Pinochet (1973-1990), período em que o Parlamento também permaneceu fechado.Para esta terça-feira, paralelamente ao funeral do ex-ditador, que morreu aos 91 anos, as organizações de direitos humanos convocaram um ato de homenagem às vítimas da ditadura, que deve ser realizado em frente ao monumento em memória do presidente Salvador Allende, na Praça da Constituição.Nenhum representante oficial do Congresso ou do Poder Judiciário compareceu nesta terça-feira à missa fúnebre de Pinochet. A ministra da Defesa, Vivianne Blanlot, que compareceu ao local foi insultada por partidários do ex-ditador.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.