Parlamento aceita renúncia de governo

O Parlamento da Bulgária aceitou ontem a renúncia do governo após uma onda de protestos contra as medidas de austeridade do premiê Boyko Borisov, que vinha sendo elogiado por investidores por ter cortado o déficit orçamentário do país. O presidente Rosen Plevneliev deve agora pedir aos maiores partidos que formem um governo até a eleição de julho. Como as principais forças políticas da Bulgária já disseram que não querem participar de um governo interino, Plevneliev deve antecipar a eleição para abril.

O Estado de S.Paulo

22 de fevereiro de 2013 | 02h02

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.