Parlamento aprova renúncia da cúpula do Governo vietnamita

A Assembléia Nacional do Vietnã anunciou nesta segunda-feira ter aprovado os pedidos de renúncia dos três principais dirigentes políticos da nação, o que abrirá caminho para a formação de uma nova cúpula de poder no país comunista. O presidente Tran Duc Luong, o primeiro-ministro Phan Van Khai, e o presidente da Assembléia Nacional, Nguyen Van An, apresentaram oficialmente neste sábado suas respectivas renúncias perante o Parlamento, cujos membros as ratificaram nesta manhã, declarou o porta-voz parlamentar, Nguyen Sy Dung.As renúncias já eram esperadas desde a realização do congresso nacional do Partido Comunista do Vietnã (PCV, governista) em abril, o que abriu espaço para uma renovação do Comitê Central, órgão que, por sua vez, decidiu estabelecer uma nova liderança no país.Segundo o porta-voz do Parlamento, espera-se que a Assembléia eleja a nova cúpula de poder até o final da semana que vem. O vice-primeiro-ministro, Nguyen Tan Dung, de 56 anos, é considerado, segundo fontes do PCV, o próximo sucessor de Khai, de 72 anos e que se manteve no poder durante dois mandatos. Como provável sucessor do presidente Luong, de 69 anos, encontra-se Nguyen Minh Triet, de 64 anos e atual secretário do Comitê do Partido Comunista para a Cidade Ho Chi Minh (antiga Saigon). Já o novo presidente da Assembléia Nacional pode ser o atual secretário do PCV, Nguyen Phu Trong, de 62 anos. Os três prováveis novos dirigentes são membros do Politburo, o órgão decisório mais poderoso do país.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.