Parlamento de Israel vota e aprova dissolução

O Parlamento de Israel votou e aprovou por unanimidade na noite desta segunda-feira a própria dissolução, abrindo caminho para que as eleições sejam antecipadas, possivelmente para janeiro de 2013. Na semana passada, o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu disse que pediria a dissolução do Parlamento porque a casa não chegava a um acordo para o orçamento de 2013. Na realidade, Netanyahu avalia que suas chances de reeleição são maiores em janeiro do que no final de 2013, uma vez que o prognóstico é que as condições econômicas piorem em Israel.

AE, Agência Estado

15 de outubro de 2012 | 20h53

A dissolução foi aprovada nesta segunda-feira após horas de debates e furiosos ataques políticos entre os parlamentares, sinalizando o que deverá vir em breve na campanha eleitoral. Todos os 100 parlamentares aprovaram a dissolução.

As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.