Parlamento derruba governo checo

Premiê perde voto de confiança por má gestão de crise econômica

AP e Reuters, PRAGA, O Estadao de S.Paulo

25 de março de 2009 | 00h00

O governo de centro-direita do premiê da República Checa, Mirek Topolanek, caiu ontem depois de a oposição - formada por comunistas e social-democratas - ter conseguido aprovar uma moção de censura no Parlamento. Foi a primeira vez que um governo foi derrubado pelo Parlamento desde 1993, após o fim da Checoslováquia.Topolanek vinha sofrendo duras críticas pela maneira como estava lidando com os efeitos da crise econômica mundial. A República Checa foi a terceira nação cujo governo caiu após o colapso do sistema financeiro, depois da Letônia e Hungria.A derrota de Topolanek ocorreu três semanas antes da visita do presidente dos EUA, Barack Obama, a Praga. Apesar da moção de censura, Topolanek deve ficar no cargo até 30 de junho, quando termina a presidência rotativa da União Europeia (UE), exercida pela República Checa .A oposição conseguiu derrotar Topolanek no Parlamento por apenas um voto, após integrantes da coalizão governista apoiarem a moção de censura, alegando insatisfação com a atual administração. Opositores dizem que Topolanek demorou para conter os efeitos da crise.Antes do colapso do sistema financeiro, a economia da República Checa estava crescendo rapidamente. Mas, segundo especialistas, o país deve enfrentar uma recessão neste ano. Em janeiro, a produção industrial sofreu uma queda de 23,3%.O premiê disse que estava pronto para renunciar, mas a oposição afirmou que ele poderia ficar no poder até o fim da presidência rotativa da UE. A direção do bloco europeu afirmou ontem que tem "confiança total" de que a República Checa conseguirá dar continuidade a seus trabalhos na presidência da organização.O presidente checo, Vaclav Klaus, deve escolher um novo líder de partido para formar o governo de coalizão. Se três tentativas falharem, serão convocadas eleições antecipadas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.