Parlamento do Iraque adia escolha do presidente

O parlamento do Iraque concordou em adiar mais uma vez a escolha do novo presidente do país até quinta-feira. A mudança da votação para amanhã foi um pedido do bloco político Curdo, segundo declaração do novo porta-voz do congresso, Salim al-Jabouri, nesta quarta-feira.

Agência Estado

23 Julho 2014 | 13h25

Após diversos adiamentos, o parlamento deu o primeiro passo na constituição de um novo governo ao eleger o novo porta-voz, um moderado sunita, no último dia 15.

"O parlamento se reunirá novamente para escolher o presidente de acordo com os procedimentos legais que permitem que qualquer cidadão concorra ao posto", disse o atual primeiro-ministro, o xiita Nouri al-Maliki.

O Iraque passa por dificuldades para formar um novo governo após as eleições de abril e os conflitos com os radicais sunitas que dominaram vastas áreas do norte e do oeste do país.

Os pedidos para que o primeiro-ministro al-Maliki renuncie se intensificaram com a crise. No cargo desde 2006, ele é acusado de monopolizar o poder e excluir a minoria sunita.

Com o fim do mandato do atual presidente Jalal Talabani, o sucessor precisa ser eleito em negociação no parlamento, que deve formar o novo governo com o porta-voz já escolhido, um primeiro-ministro e um presidente. Pelo menos 95 candidatos concorrem ao cargo. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Iraque parlamento preisidente

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.