Parlamento do Iraque é fechado por protesto

Familiares de soldados iraquianos que perderam a vida em batalha contra o movimento autointitulado Estado Islâmico invadiram o Parlamento do país nesta terça-feira e fecharam o local, em protesto contra o fracasso do governo em dar detalhes sobre as mortes.

Estadão Conteúdo

02 de setembro de 2014 | 14h37

A manifestação resultou do ataque insurgente na base militar de Speicher em 11 de junho, que deixou centenas de soldados iraquianos mortos. Os familiares estão furiosos com o governo, pois as autoridades não forneceram uma explicação de quem morreu e como eles foram mortos. Em alguns casos, os corpos não foram recuperados para o enterro.

Esta é a segunda vez em duas semanas que iraquianos que perderam parentes em batalha fecham o Parlamento com protestos. Outras manifestações relacionadas às mortes de Speicher têm surgido entre os membros da família em cidades do sul do Iraque. Fonte: Dow Jones Newswires.

Mais conteúdo sobre:
IraqueProtesto

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.