AP Photo/ Tsvangirayi Mukwazhi
AP Photo/ Tsvangirayi Mukwazhi

Parlamento do Zimbábue pedirá impeachment de Mugabe, diz oposição

Oposição já conversa com partido do governo e ameaça entrar com o pedido até terça-feira, caso não haja renúncia

O Estado de S.Paulo

19 Novembro 2017 | 06h06

HARARE - O parlamento do Zimbábue deve apresentar uma moção pedindo o impeachment do presidente Robert Mugabe, disse o líder da oposição, Innocent Gonese, neste domingo. Gonese, do partido MDC-T,  afirmou já estar em conversas com o Zanu-PF – partido do governo – para agir em conjunto. "Se Mugabe não tiver renunciado até terça, então, tão certo quanto o sol nascer do leste, o processo de impeachment vai começar", disse.

O MDC-T já tentou fazer o impeachment de Mugabe antes, sem sucesso, mas dessa vez o próprio partido do governo também pede a renúncia de Mugabe. Neste domingo, o Zanu-PF deve remover Mugabe do posto de líder do partido, em reunião do comitê central, e readimitir o vice-presidente, cujo afastamento, há duas semanas, levou à intervenção militar. A imprensa estatal também informa que Mugabe vai se reunir com Constantino Chiwenga, comandante do exército que o colocou em prisão domiciliar, para discutir sua saída.

No sábado a população foi as ruas para pedir a saída de Mugabe, que comanda o país há 37 anos. A intervenção do Exército representa uma guinada no longo reinado de Mugabe, marcado pela repressão de opositores e uma grave crise econômica. /AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.