Parlamento Europeu pede suspensão de relações com Israel

O Parlamento Europeu, em uma incisiva resolução, pediu hoje a suspensão das relações comerciais com Israel, em protesto à ofensiva militar contra os palestinos. Em uma votação disputada, os deputados europeus aprovaram por 269 a 208, com 22 abstenções, uma resolução que exige que as 15 nações do bloco "suspendam imediatamente" seu comércio e acordos de cooperação com o Estado judeu.Embora a resolução não seja obrigatória, ela deverá adicionar pressão aos chanceleres europeus que se reunirão na próxima segunda-feira para considerar sanções concretas contra Israel. O Parlamento Europeu, formado por 626 membros, também conclamou por um embargo de armas contra israelenses e palestinos para tentar pôr um fim ao conflito.A resolução foi apoiada por socialistas, verdes e liberais democratas, mas recebeu a oposição de parlamentares das facções mais importantes, como os conservadores, que afirmaram que a matéria não foi longe o bastante em criticar o líder palestino, Yasser Arafat, por não denunciar o terrorismo.O ministro das Relações Exteriores espanhol, Josep Pique, cujo país ocupa a presidência rotativa da União Européia, disse nesta semana que pretende convocar uma reunião com Israel para discutir a atual situação no Oriente Médio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.