Parlamento Europeu teme explosão social na Europa

O presidente do Parlamento Europeu, Martin Schulz, alertou hoje que a crise econômica da Espanha pode desencadear uma "explosão social" na Europa. "As demonstrações na Espanha mostram que uma explosão social está se aproximando, em função do alto nível do desemprego entre os jovens na Europa", comentou ele em uma entrevista para o jornal alemão Bild.

AE, Agência Estado

21 de julho de 2012 | 15h51

Schulz pediu uma rápida implementação "dos novos programas europeus, para finalmente criar mais empregos para essa geração". Mesmo assim, ele afirma que a Espanha está em uma situação melhor do que a Grécia para lidar com a crise, já que "tem uma sólida base industrial e uma administração pública bem organizada".

Nesta sexta-feira, o governo da Espanha afirmou que a recessão no país deve se prolongar para 2013, o que vai causar um aumento no desemprego, que pode chegar a 24,6% este ano. Centenas de milhares de pessoas foram às ruas na quinta-feira para protestar contra a aprovação de novos cortes no orçamento e aumentos de impostos, enquanto o governo tenta equilibrar as contas públicas.

Hoje, novos manifestantes chegaram de diversas partes da Espanha a Madri. Eles chegaram um dia após o grupo de ministros de Finanças da zona do euro (Eurogrupo) aprovar o pacote de resgate para os bancos espanhóis, de até 100 bilhões de euros. As informações são da Dow Jones.

Mais conteúdo sobre:
Europaprotestosparlamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.