Parlamento holandês quer fim da missão no Afeganistão

O Parlamento da Holanda aprovou hoje uma resolução que pede ao governo local para não prolongar sua missão militar no sul do Afeganistão. A moção tem como objetivo sinalizar para o governo que ele enfrentará oposição se propor a extensão da missão na província de Uruzgan além de agosto.

AE-AP, Agencia Estado

06 de outubro de 2009 | 15h19

Cerca de 1.600 soldados holandeses combatem insurgentes do Taleban e reconstroem estradas e escolas, além de realizarem outras obras de infraestrutura em Uruzgan. O ministro de Relações Exteriores, Maxime Verhagen, sugeriu recentemente que os holandeses podem não querer transferir o controle de Uruzgan para militares de outro país.

O deputado trabalhista Martijn van Dam chamou a aprovação desta terça-feira de "um claro sinal" para o governo encerrar a missão no ano que vem.

Tudo o que sabemos sobre:
AfeganistãoguerratropasHolanda

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.