Parlamento iraquiano adia votação de acordo com EUA

O Parlamento iraquiano adiou hoje a votação de uma resolução que permitirá a permanência de soldados estrangeiros não americanos no país depois de 31 de dezembro. A expectativa era de que a resolução fosse apreciada hoje, mas os deputados iraquianos demoraram-se em um acalorado debate em torno da saída do presidente do Parlamento, Mahmoud al-Mashhadani. Ainda não se sabe quando o Parlamento votará a medida. O Parlamento iraquiano fechará a partir de quarta-feira para o Natal e só voltará a funcionar depois do fim de semana. Se a resolução não for aprovada até 31 de dezembro, quando expira um mandato da Organização das Nações Unidas (ONU), os soldados estrangeiros não americanos não terão mais base legal para permanecer no Iraque.Um acordo fechado este ano entre Bagdá e Washington prevê que o Exército dos Estados Unidos permaneça em solo iraquiano até o fim de 2011.A Grã-Bretanha já anunciou planos de retirar seus soldados do Iraque até maio de 2009. Austrália, El Salvador, Estônia e Romênia possuem contingentes menores no país.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.