Parlamento põe fim à jornada de 35 horas

O Parlamento francês aprovou ontem a reforma que põe fim à jornada semanal de 35 horas de trabalho. A medida foi criticada pela oposição, que a qualificou de "uma regressão social". De acordo com o partido governista União por um Movimento Popular (UMP), a reforma permitirá aos franceses "trabalhar mais para ganhar mais".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.