Parlamento tailandês escolhe novo primeiro-ministro do país

Samar Sundaravej é aliado de Thaksin Shinawatra, ex-chefe de governo deposto

Associated Press e Efe,

28 de janeiro de 2008 | 08h18

O Parlamento da Tailândia escolheu, nesta segunda-feira, 28, Samak Sundaravej, conhecido por sua atitude combativa e língua afiada, como o novo primeiro-ministro do país Sundaravej é um forte aliado do ex-premiê deposto Thaksin Shinawatra.  A escolha de Samak, que lidera do Partido do Poder do Povo, é considerada um importante passo na retomada da democracia no país após o golpe de 2006 que derrubou Thaksin. O Partido do Poder do Povo conquistou a maioria dos assentos do Parlamento nas eleições do mês passado e lidera uma coalizão de seis partidos que soma dois terços das 480 cadeiras da Câmara Baixa. Além do apoio de seu partido, Sundaravej, de 72 anos, contou com o respaldo das legendas com as quais formou uma aliança após as eleições de 23 de dezembro, nas quais o PPP ganhou: Chart Pattan, Puea Pandin, Rum Jai Thai, Matchima e Pracharaj. O rei da Tailândia, Bhumibol Adulyadej, deverá sancionar a nomeação do novo primeiro-ministro, antes que possa formar governo. Fundado no ano passado, o PPP se nutre de parte dos membros do Thai Rak Thai (Tailandeses Amam a Tailândia), o partido do ex-primeiro-ministro Thaksin Shinawatra, derrubado em 2006 por um golpe militar. A legenda de Shinawatra foi dissolvida pela Corte Suprema em 2007 por fraude nas eleições do ano anterior. Sundaravej prometeu durante a campanha eleitoral o retorno ao país, em breve, de Shinawatra, que desde o golpe vive no exílio entre Hong Kong e Londres.

Tudo o que sabemos sobre:
Tailândia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.