Parlamento turco votará permissão para atacar Estado Islâmico

Erdogan quer aprovação para o envio das Forças Armadas a Síria e Iraque e permissão para presença na Turquia de tropas estrangeiras

O Estado de S. Paulo

01 de outubro de 2014 | 09h16

 O governo turco solicitou formalmente ao Parlamento do país autorização para enviar tropas para a Síria e o Iraque e permitir a presença na Turquia de soldados estrangeiros para combater o Estado Islâmico (EI) nesses países.

O pedido, enviado na terça-feira à noite, pede aprovação para o envio das Forças Armadas turcas a países estrangeiros e permissão para a presença na Turquia de tropas estrangeiras. Ancara justifica a solicitação pela necessidade de tomar todo tipo de medidas, dentro da legislação internacional, contra a ameaça terrorista.

O documento cita a eliminação de possíveis ataques de organizações terroristas na Síria e Iraque e também os riscos derivados de uma migração em massa.

Desde que começou a guerra civil na Síria, mais de 1,5 milhão de refugiados sírios chegaram em solo turco fugindo dos combates entre as forças de Damasco e os diferentes grupos rebeldes e do avanço do grupo jihadista Estado Islâmico.

Só nas últimas semanas, 140 mil curdos da Síria entraram em solo turco para escapar da violência. A solicitação do governo pede que as autorizações passem a valer a partir de 4 de outubro e sejam válidas durante um ano. /EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.