Parlamento turcomeno anuncia eleições na segunda-feira

A Assembléia Popular do Turcomenistão anunciará nesta segunda-feira a data das próximas eleições presidenciais, após a súbita morte do presidente do país, Saparmurat Niyazov, que estava no poder desde 1985."O Jalk Maslajati (Assembléia Popular) vai marcar a data, conforme decidiram o Conselho de Segurança, o Parlamento e o Gabinete de ministros", anunciou nesta sexta-feira Gurbanguli Berdimujammedov, o presidente interino do pais.A Assembléia Popular é o principal órgão do poder popular no Turcomenistão, independente desde 1991 e com pouco menos de 5 milhões de habitantes.Segundo a Constituição, o presidente interino não pode disputar as eleições presidenciais e deve convocar eleições num prazo de dois meses.Entre os candidatos, os analistas mencionam o filho de Niyazov, Murad, de 39 anos, que assumiu nos últimos meses postos de responsabilidade no setor energético, e o chefe de sua guarda pessoal, Akmurad Redzhepov.Berdimujammedov assumiu a direção do país, apesar de a Constituição estabelecer que a Presidência deveria ser assumida pelo líder do Parlamento, Ovezgueldi Atayev.O presidente interino explicou que as autoridades "se abstiveram de nomear Atayev porque a Promotoria Geral abriu um processo penal contra ele".Berdimujammedov, que também exerce a chefia das Forças Armadas, ressaltou que as autoridades do país "vão cumprir seus compromissos internacionais e os acordos assinados".Ele também comanda a comissão governamental encarregada de organizar os funerais de Niyazov, neste domingo, no mausoléu da família, na localidade de Kipchak.Os enfeites de Natal foram retirados das ruas da capital, Achkabad, e do resto do país. Foi decretado luto nacional de uma semana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.