Parlamento veta aliados de Mubarak em eleição

O Parlamento do Egito aprovou ontem uma lei que proíbe veteranos do primeiro escalão do governo de Hosni Mubarak de se candidatarem nas eleições presidenciais. A decisão inviabiliza a campanha do ex-número 2 da ditadura, Omar Suleiman, que havia anunciado, na semana passada, sua candidatura. A lei deve ainda ampliar a tensão entre o Congresso, dominado pelos islâmicos, e as Forças Armadas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.