Parlamento vota cassação do presidente de Taiwan dia 24

O Parlamento de Taiwan aprovou nesta sexta-feira a inclusão, no debate geral, de uma moção pedindo a cassação do mandato do presidente Chen Shui-bian, que será votada no dia 24 de novembro. A moção, apresentada pelo Kuomintang (KMT) e pelo Partido Popular (PP), ambos de oposição, recebeu 105 votos a favor e dois contra, com a abstenção do situacionista Partido Democrata Progressista (PDP) e de sua aliada, a União Solidariedade de Taiwan (UST). O tema vai a debate nos dias 22 e 23, segundo o presidente do Parlamento, Wang Jin-pyng. O presidente Chen Shui-bian, se negou a renunciar mesmo após a acusação de corrupção apresentada na sexta-feira passada pela Procuradoria taiwanesa. A Constituição exige o voto de dois terços dos 225 parlamentares para aprovar o impeachment. Além da oposição, será preciso o apoio de pelo menos 25 parlamentares do PDP ou da UST. A UST, depois da acusação, ameaçou votar a favor da moção de censura. Mas mudou de opinião no domingo, após um discurso do presidente na TV se defendendo das acusações. O PDP fechou questão, exigindo de seus parlamentares o apoio a Chen. Segundo as últimas pesquisas, só 13% dos taiwaneses acreditaram nas explicações do presidente.

Agencia Estado,

10 Novembro 2006 | 04h20

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.