Partículas de urânio são de falha técnica, diz Irã

Ali Asghar Soltanieh, enviado do Irã para a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), disse que os indícios de urânio enriquecido descobertos em um espaço subterrâneo são de "um problema técnico de rotina", reportou a agência de notícias oficial IRNA. A declaração de Soltanieh é uma resposta ao relatório da agência nuclear da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre a identificação de partículas radioativas no terreno nuclear iraniano. O urânio iraniano encontrado foi enriquecido para um nível levemente mais próximo do limiar necessário para produção de armas nucleares que o patamar conhecido anteriormente.

AE, Agência Estado

26 Maio 2012 | 18h54

A AIEA disse no relatório confidencial obtido pela Associated Press que estava pedindo ao Irã explicação completa sobre as partículas. Mas o relatório foi cuidadoso, evitando fazer qualquer sugestão de que o país estava aumentando intencionalmente o nível de seu enriquecimento de urânio. Analistas e diplomatas disseram que a versão do Irã sobre a falha técnica parecia plausível. As informações são da Dow Jones.

Mais conteúdo sobre:
Irã urânio bomba atômica partículas ONU AIEA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.