Partidários do presidente apedrejam oposição no Haiti

Partidários do presidente Jean-Bertrand Aristide bloquearam várias ruas de Porto Príncipe com pneus em chamas e lançaram pedras contra opositores que tentavam protestar contra o líder haitiano, forçando o cancelamento de uma passeata. O conflito ocorreu um dia depois de Aristide ter prometido concluir seu mandato presidencial, apesar de um sangrento levante popular que atingiu dezenas de cidades e já deixou pelo menos 49 mortos."Não queremos confrontação", disse o porta-voz da coalizão opositora, Mischa Gaillard, em declarações à emissora Radio Metropole. "A polícia não vem realizando sua tarefa de servir e proteger" a população, acrescentou. "Como nossa estratégia é pacífica...cancelamos nossa manifestação". Testemunhas disseram que a polícia se refugiou em uma delegacia quando cerca de 100 partidários de Aristide começaram a lançar pedras nos manifestantes que se reuniam em uma das principais ruas que conduzem ao centro de Porto Príncipe. Barricadas de pneus em chamas bloquearam a rota do protesto e geraram um grande congestionamento de veículos.Os críticos de Aristide, entre eles o governo dos Estados Unidos, o acusam de impedir outras manifestações similares e de incitar seus partidários a atacar os opositores.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.