Partidários e oposicionistas se manifestam pela morte

A morte de Augusto Pinochet gerou manifestações no país. Partidários e oposicionistas do regime saíram às ruas do Chile após o anúncio da morte do ex-ditador.Partidários de Augusto Pinochet demonstraram comoção na tarde de hoje após o anúncio da morte. Os manifestantes se reuniram do lado de fora do hospital onde Pinochet estava internado e, entre gritos e lágrimas, lamentaram a morte daquele que consideram o salvador do Chile. Os simpatizantes agrediram e lançaram objetos contra a imprensa e pessoas que passavam pelo local, mas a polícia conteve os manifestantes e não houve nenhum ferido.Nas ruas de Santiago, também houve manifestações, mas contrárias ao general. Carros buzinavam em claro sinal de satisfação pela morte daquele que é considerado o ditador mais brutal da história do país.Em áreas da periferia da capital chilena, grupo de pessoas saíram às ruas e, aos gritos contra o regime de Pinochet, comemoravam o anúncio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.