Partido britânico apóia estender guerra ao Iraque

O Partido Conservador britânico manifestou hoje sua disposição de apoiar o governo dos EUA para estender a campanha militar contra o terrorismo ao Iraque. O líder conservador e máximo opositor de Tony Blair, Iain Duncan Smith, declarou estar a favor da extensão dos bombardeios por parte dos EUA para acabar com o terrorismo implantado pelo regime de Saddam Hussein. Blair, por sua vez, havia advertido o presidente americano, George W. Bush, de que a coalizão internacional contra o terrorismo correria perigo caso Washington decidisse estender seus bombardeios ao Iraque.Downing Street informou hoje que até o momento não se estabeleceram vínculos diretos entre os atentados de 11 de setembro e o regime iraquiano, mas Washington analisa a possibilidade de estender os ataques militares ao Iraque se o regime de Saddam Hussein não permitir a entrada dos inspetores de armas da ONU em seu país.Duncan Smith se reunirá hoje com o presidente George W. Bush, o vice-presidente Dick Cheney, um dos máximos conselheiros de guerra, John Boulton, e um emissário do Ministério de Defesa, Paul Wlfowitz, aos quais expressará seu total apoio à possível extensão dos bombardeios ao Iraque. Ao mesmo tempo, o ex-presidente dos EUA, George Bush, chegará ao Reino Unido para representar seu país em um serviço religioso oferecido pelo governo Blair na Abadia de Westminster, em comemoração às vítimas do ataque de 11 de setembro.Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.