Partido Comunista chinês reúne-se em novembro para discutir reformas

País tem o objetivo de reestruturar a economia e garantir crescimento mais sustentável

Agência Estado

27 de agosto de 2013 | 11h24

PEQUIM - Autoridades seniores do Partido Comunista da China vão realizar uma importante reunião em novembro para discutir amplas políticas da agenda de reformas do país, informou nesta terça-feira, 27, a agência de notícias estatal Xinhua.

Segundo a agência, a terceira sessão plenária do 18º Comitê Central vai ocorrer em novembro, mas nenhuma data específica foi divulgada. A princípio, a expectativa era que a reunião ocorresse em outubro.

Leia Também

O leste vermelho

A China recentemente revelou um esboço de reformas com o objetivo de reestruturar a economia e garantir crescimento mais sustentável e acredita-se que muitos detalhes serão discutidos na sessão plenária. No entanto, a abrangência das reformas continua sendo incerta.

Entre as propostas estão uma reforma para os preços de matérias-primas e uma para urbanização e a flexibilização do sistema de famílias que limita a migração rural para as cidades. Pequim também quer avançar em reformas financeiras para que as taxas de juros sejam mais baseadas no mercado e reduzir os controles de capitais.

A reforma de estatais também está sendo discutida, embora a proposta deva sofrer forte oposição diante da influência de Pequim nas maiores empresas./ DOW JONES

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.