Partido Comunista da China anuncia composição de sua cúpula

Há quatro novos membros; os nove integrantes integrarão nos próximos 5 anos o principal órgão do país

Efe,

22 de outubro de 2007 | 03h45

O presidente chinês, Hu Jintao, apresentou nesta segunda-feira, 22, a nova composição para os próximos cinco anos da cúpula do Comitê Permanente do Partido Comunista da China (PCCh). Veja também:China reelege dirigentes, mas vice-presidente perde o cargoEspecial: Partido Comunista chinês se reúne Como estava previsto, Hu foi reafirmado como presidente do país e líder da Comissão Militar Central (CMC, principal órgão militar), na primeira sessão plenária a portas fechadas do novo Comitê Central do partido que governa China desde 1949. O anúncio oficial dos nove integrantes do comitê permanente (quatro deles novos) que integrarão nos próximos cinco anos o principal órgão de direção do país aconteceu, como é tradicional, no dia seguinte ao encerramento do 17º congresso qüinqüenal. Hu apresentou ao presidente da Assembléia Nacional Popular (ANP, Legislativo), Wu Bangguo, o primeiro-ministro Wen Jiabao, o responsável do consultivo Jia Qinglin, e o de propaganda Li Changchun, cuja continuidade foi reafirmada no domingo, 21, pelo Comitê Central. Os quatro novos membros são: Xi Jinping (secretário do PCCh em Xangai), Li Keqiang (secretário em Liaoning); Zhou Yongkang, atual ministro de Segurança; e He Guoqiang, ministro de organização do PCCh. No domingo, 21, o Comitê Central não aprovou a continuação do anterior vice-presidente Zeng Qinghong (muito ligado a Jiang), dois vice-primeiros-ministros e do titular da Defesa, Cao Gangchuan, até então membro do Politburo. Ao apresentar a composição da nova cúpula do PCCh, Hu destacou a importância da unidade conseguida no partido "para impulsionar a construção do socialismo de características chinesas". No entanto, sua proclamada "sociedade harmoniosa" não será incluída na constituição do PCCh, mas sim a de "conceito científico do desenvolvimento".

Tudo o que sabemos sobre:
PCChChinaPartido Comunista Chinês

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.