Partido Comunista retira apoio ao governo na Índia

O Partido Comunista da Índia (Marxista) retirou hoje seu apoio à coalizão de governo liderada pelo primeiro-ministro Manmohan Singh em protesto contra o plano do governo de levar adiante um controvertido acordo nuclear com os Estados Unidos. Prakash Karat, presidente do Partido Comunista, anunciou a decisão depois de mais de uma semana de exaustivas negociações políticas.Enquanto isso, Singh buscava apoio alternativo ao acordo antes da reunião que tem marcada para amanhã com o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, às margens do encontro de líderes do Grupo dos Oito (G-8) no Japão.No sábado, o Partido do Congresso, de Singh, conseguiu um novo aliado socialista, o Samajwadi, para garantir a sobrevivência de seu governo caso perdesse o apoio dos comunistas. O Samajwadi possui 39 deputados e ontem Singh declarou-se confiante de que conseguirá o apoio de mais sete parlamentares para garantir maioria e levar adiante o acordo nuclear.O acordo foi celebrado por alguns como a pedra fundamental de uma nova relação estratégica entre Nova Délhi e Washington, mas os principais líderes comunistas do país acreditam que o pacto prejudicará o programa nuclear bélico do país e dará aos EUA influência demais sobre a política externa indiana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.