Partido comunista vence eleições parlamentares no Chipre

O partido comunista Akel, o principal membro da atual coalizão governante, venceu neste domingo o pleito parlamentar do Chipre.O Ministério do Interior do Chipre, informou que com 82,5% dos votos contabilizados, o Akel obteve 31,18% das cédulas, três pontos e meio a menos que nas eleições de 2001.A segunda posição é ocupada pelo grupo conservador Disy, com 30,63% dos votos, o que representa uma queda no apoio popular semelhante a dos comunistas.O ministério, no entanto, não informou a distribuição das cadeiras parlamentares e anunciou que essa informação seria divulgada ao fim da apuração.Outro membro do governo, o Partido Democrático (Diko), ficou com o terceiro lugar, com 17,73% dos votos, quase três pontos a mais que nas eleições anteriores.O Movimento Social-Democrata Eedek ficou em quarto, com 8,95% dos votos, e o quinto é do partido Euro-KO, uma cisão do partido conservador, com 5,65%.O Partido Verde, com 1,89% dos votos, ficou em sexto em apoio popular e foi o último dos grupos a alcançar presença na Câmara.Se os resultados forem confirmados após a apuração completa, poderia ser reeditada a coalizão atual de governo, formada por Akel, Diko e Kisos, no primeiro Parlamento eleito após a entrada do Chipre na União Européia (UE), em 2004.A atual Câmara é composta por 80 cadeiras, 56 reservadas para parlamentares escolhidos pela comunidade greco-cipriota e 24 para os escolhidos pelos turco-cipriotas, segundo a proporção 70/30 especificada na Constituição de 1960, ano em que o Chipre obteve sua independência.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.