Partido curdo mata soldado turco e fere outro

PKK atacou um posto militar; no último sábado 11 militares foram mortos

Efe,

20 de junho de 2010 | 06h14

ANCARA - Um soldado turco morreu e outro ficou ferido neste domingo, 20, no ataque a um posto militar por parte do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), que já no sábado matou outros 11 militares.

A imprensa local e a agência Firat, próxima ao PKK, informaram que um grupo de milicianos curdos usou rifles de longo alcance e foguetes para atacar pouco após a meia-noite um posto do exército em uma região rural da província de Elazig, leste do país.

Já ontem, 11 soldados turcos foram mortos em ataques do clandestino PKK na província sulina de Hakkari, perto da fronteira com o Iraque.

Após o ataque, o exército turco iniciou uma operação de castigo, com apoio de artilharia e aéreo, que incluiu incursões da Força Aérea para bombardear posições do PKK no norte do Iraque.

Segundo o exército, 12 guerrilheiros morreram nessa operação. Sem se referir às baixas entre o PKK, a Firat assegurou que quatro civis foram feridos nos bombardeios aéreos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.