Partido de Bhutto anuncia candidato a premiê no fim de semana

O favorito ao cargo de primeiro-ministro é Makhdoom Amin Fahim, que já foi vice-presidente do PPP

Associated Press,

21 de março de 2008 | 14h24

O partido da ex-premiê e líder opositora do Paquistão, Benazir Bhutto, que morreu em um ataque suicida no ano passado, disse nesta sexta-feira, 21, que nomeará seu candidato ao cargo de primeiro-ministro no fim de semana, antes de uma votação no Parlamento, prevista para segunda-feira, 24, para definir o próximo líder do governo paquistanês. A decisão será anunciada pelo Partido do Povo do Paquistão (PPP), que derrotou aliados do presidente paquistanês, Pervez Musharraf, nas eleições parlamentares do mês passado. Segundo o porta-voz do PPP, Farhatullah Babar, o anúncio será feito no "sábado ou domingo de manhã" pelo viúvo de Bhutto e pelo filho adolescente do casal. Depois de confirmado pelo Parlamento, o novo primeiro-ministro fará um juramento diante de Musharraf, na terça-feira. O filho de Bhutto, Bilawal Bhutto Zardari, foi nomeado presidente do PPP depois da morte de sua mãe, ocorrida em dezembro, mas é seu pai, Azif Ali Zardari, que está de fato à frente do processo enquanto o rapaz, de 19 anos, continua seus estudos na Universidade de Oxford. O favorito para o cargo de premiê é o aristocrata Makhdoom Amin Fahim. Como vice-presidente do PPP, Fahim liderou os seguidores de Bhutto no Parlamento durante os quase oito anos de exílio da ex-primeira ministra.

Tudo o que sabemos sobre:
PaquistãoBenazir BhuttoPPP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.