Partido de esquerda da Grécia mantém liderança antes das eleições

Pesquisas apontaram que o partido de extrema esquerda Syriza manteve sua liderança ante o partido Nova Democracia durante toda a campanha eleitoral, no pleito que foi convocado dois anos antes do previsto. Entretanto, mostraram também que grande parte dos eleitores ainda estavam indecisos até os últimos dias. As eleições do país eleições acontecem hoje.

Estadão Conteúdo

25 de janeiro de 2015 | 08h09

Pesquisas de opinião divulgadas na sexta-feira indicam que o Syriza deve conquistar a maioria dos votos, sem, no entanto, obter a maioria parlamentar, o que vai obrigá-lo a fazer alianças para formar um governo de coalizão. Levantamento divulgado na sexta-feira indicava que o Syriza deve receber 30% dos votos, enquanto o partido Nova Democracia deve obter 27%.

O esquerdista Syriza, liderado por Alexis Tsipras, promete renegociar a dívida do país, que soma 240 bilhões de euros. O partido também afirma que irá reverter muitas das reformas exigidas por credores internacionais desde 2010. As promessas de acabar com o período de austeridade na Grécia têm atraído muitos eleitores, descontentes com a deterioração de seu padrão de vida e aumento dos impostos. A retórica contra os resgates internacionais, no entanto, renova dúvidas de investidores sobre se a Grécia será capaz de sair de sua crise financeira. Autoridades europeias temem que, caso o Syriza vença as eleições, o país volte a ser o epicentro de uma crise no continente.

Para conseguir colocar suas ideias em prática, o Syriza precisa obter maioria absoluta no Parlamento. Pelas regras eleitorais gregas, o partido vencedor na votação ganha automaticamente 50 assentos extras, de um total de 300 integrantes - uma medida que tem como objetivo facilitar a estabilidade de um governo eleito. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
GréciaEleições

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.