Partido de opositor venezuelano detido convoca protesto

Leopoldo López, líder do Voluntad Popular, está preso sob acusação de incitar violência em manifestações de 2014

CARACAS, O Estado de S.Paulo

26 de maio de 2015 | 02h03

O Voluntad Popular (VP), partido do líder opositor venezuelano Leopoldo López, convocou ontem uma manifestação para o sábado contra o governo do presidente Nicolás Maduro. Segundo a legenda, o ato faz parte de uma "nova etapa" da mobilização antichavista na Venezuela. No fim de semana, López e o ex-prefeito de San Cristóbal, Daniel Ceballos, decretaram greve de fome para exigir uma definição para as eleições legislativas - previstas apenas para o fim do ano, ainda sem uma data específica.

"Começou uma nova etapa de luta que requer a solidariedade e a mobilização do povo venezuelano para que, juntos, possamos encontrar uma solução pacífica e democrática para a crise", disse o coordenador nacional do VP, Freddy Guevara.

Segundo o dirigente, a nova fase foi lançada após a decisão de López e Ceballos de decretar greve de fome. Além da definição da data das eleições, ambos pedem a libertação de manifestantes e opositores detidos nos protestos do ano passado e o fim da censura aos meios de comunicação críticos ao governo. O VP também defende a participação de observadores da Organização dos Estados Americanos e da União Europeia nas eleições parlamentares.

Ainda ontem, líderes chavistas negaram que López estivesse de fato em greve de fome e incomunicável, como disse sua mulher, Lilian Tintori. "Eu falei com o diretor do presídio de Ramo Verde e ele me informou que Leopoldo López tomou café da manhã e almoçou, por exemplo. Não está em greve de fome", disse o defensor público da Venezuela, Tarek William Saab, à emissora colombiana Blu Radio. López e Ceballos estão presos desde o ano passado, quando foram acusados de incitar violência em protestos contra o governo. / EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.