Partido de Sharon veta aliança com moderados

O partido do primeiro-ministro de Israel, Ariel Sharon, proibiu-o de convidar o Partido Trabalhista a integrar o governo. A votação, em convenção partidária, foi de 60% pela proibição, segundo a mídia israelense. No entanto, Sharon havia dito, antes da votação, que não aceitaria desqualificações ou boicotes - sinal claro de que pretende ignorar o veto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.