Partido de Toledo é derrotado nas eleições no Peru

O Partido Peru Possível, do presidente Alejandro Toledo, foi derrotado nas eleições regionais e municipais deste domingo, segundo projeções de pesquisas divulgadas pela televisão. Segundo as pesquisas de boca-de-urna realizadas por empresas privadas, o opositor Partido Aprista Peruano, de tendência social democrata, ganhou o controle de 10 das 25 regiões onde ocorreram o pleito. Toledo ainda não comentou os resultados das pesquisas. Os resultados oficiais serão divulgados nesta segunda-feira.Segundo a boca-de-urna, Luis Castañeda, candidato da Unidade Nacional, ganhou a prefeitura da capital Lima, com 41,2% de votos. Venceu Alberto Andrade, de Somos Peru, que tentava a segunda reeleição e só obteve 30,3%. Em terceiro lugar ficou Jaime Salinas, de Diálogo Vecinal, que obteve 16,1%. Michael Azcueta, candidato do partido de Toledo, ficou em quarto, com 5,8%.A derrota de Toledo é uma confirmação da queda de sua popularidade, já que ele vem sendo acusado de não cumprir as promessas de campanha. Quando assumiu o poder em julho de 2001, Toledo tinha 59% de popularidade e agora tem 20%.As eleições foram supervisionadas por uma missão da Organização dos Estados Americanos (OEA), integrada por 60 pessoas, chefiada pelo colombiano Diego Paz. Segundo ele, não foram registrados incidentes.Os peruanos elegeram 12.138 autoridades municipais, entre prefeitos e vereadores, e 278 autoridades regionais, entre presidentes, vice-presidentes e conselheiros das 25 regiões, de um total de 105.000 candidatos. Os eleitos assumirão em janeiro de 2003, para uma mandato de quatro anos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.