Partido do governo defende ministro do Trabalho na web

Depois de acusar a imprensa da França de usar métodos fascistas para atingir o presidente Nicolas Sarkozy, a União por um Movimento Popular (UMP) decidiu se valer de propaganda para defender o ministro do Trabalho, Eric Woerth.

Andrei Netto, O Estado de S.Paulo

09 de julho de 2010 | 00h00

O partido governista comprou o nome "Bettencourt" (sobrenome da herdeira da L"Oreal) em sites de pesquisa na internet, como o Google, direcionando os primeiros resultados para um site da legenda de apoio ao ministro. "Apoie você também Eric Woerth", afirmava a manchete da página, cujo tráfego estava sobrecarregado no final da tarde de ontem.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.