Partido laico boicotará eleição presidencial

O principal partido secular da Turquia anunciou ontem que boicotará a primeira rodada da votação presidencial no Parlamento, marcada para a segunda-feira, em protesto contra a candidatura de Abdullah Gul, que integra um grupo religioso. Gul, no entanto, prometeu ontem proteger a Constituição laica do país, caso seja eleito.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.