Partido quer que Putin concorra à presidência da Rússia

Eleições ocorrem em 2012; força política do primeiro-ministro é considerada maior que a de Medvedev

Agência Estado

14 de abril de 2011 | 16h58

Putin já governou a Rússia de 2000 a 2008.

 

MOSCOU - O Rússia Unida - partido que governa o país - informou nesta quinta-feira, 14, que gostaria de ter o primeiro-ministro Vladimir Putin na corrida presidencial de 2012.

 

"O partido vai orientar-se sobre a candidatura de seu líder, Vladimir Putin, para as eleições de 2012", disse Yuri Shuvalov, vice-secretário da superintendência do Conselho Geral do partido, no site da legenda.

 

Muitos consideram que Putin é uma figura política mais forte que o atual presidente Dmitri Medvedev. Os dois disseram que vão decidir entre si quem vai disputar a eleição de 2012. Putin já presidiu o maior país do mundo entre 2000 e 2008.

 

O premiê, porém, ainda não anunciou se vai se candidatar ou se vai apoiar Medvedev no pleito de 2012. Os próprios membros do partido estão divididos quanto ao assunto. Analistas dizem que os líderes russos devem tomar a decisão juntos, embora a maioria creia que o premiê terá mais peso na escolha.

 

Durante seus três anos de poder, Medvedev atingiu poucos de seus objetivos, principalmente centrados em melhorar o Estado de direito na Rússia e melhorar o país. O presidente, porém, tem emergido nos últimos tempos como uma figura mais segura, e analistas dizem que está claro que ele buscará um novo mandato.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.