EFE/Justin Lane
EFE/Justin Lane

Partido Republicano pede para Trump amenizar discurso

Pré-candidato fez comentários preconceituosos contra mexicanos e imigrantes ao lançar-se na corrida à Casa Branca

Eleições nos EUA; Donald Trump

10 de julho de 2015 | 17h10

WASHINGTON -  O Comitê Nacional do Partido Republicano (RNC) pediu ontem moderação ao pré-candidato presidencial Donald Trump, que provocou a ira de mexicanos e imigrantes de origem latina nos Estados Unidos ao vinculá-los a estupradores e ladrões. Pressionado pela cúpula do partido, o secretário-geral do RNC, Reince Priebus, pediu que Trump parasse com os comentários racistas em um telefonema de 20 minutos. 

“O secretário teve uma conversa reservada com o senhor Trump, como ele tem com todos os pré-candidatos”, disse o porta-voz do RNC Sean Spicer. “Essa conversa abordou diversos temas, incluindo as recentes declarações dele sobre imigração ilegal.”

Segundo o Washington Post, o telefonema teve também como objetivo “controlar” Trump, que, segundo a cúpula republicana, está prejudicando a imagem do partido. “Trump está afetando e dominando a campanha”, avaliou o ex-deputado republicano Thom Davis, da Virginia.  “Nossos candidatos estão sendo obrigados a responder pelos comentários dele."

Na quinta-feira, Trump disse que o telefonema serviu para felicitá-lo pelo desempenho nas pesquisas.   O pré-candidato confirmou, no entanto, que o secretário-geral lhe pediu moderação: “Ele me disse para, se eu pudesse, não seria ruim maneirar um pouco.” / NYT


Tudo o que sabemos sobre:
Eleições nos EUADonald Trump

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.