Partido Social Democrata alemão rejeita eleição em 29/9

O partido Social Democrata da Alemanha rejeitou uma proposta da União Social Cristã (CSU), da coalizão da chanceler Angela Merkel, de realizar as próximas eleições gerais em 29 de setembro, informou reportagem do jornal Die Welt, que sairá na segunda-feira.

PAULA MOURA, Agência Estado

02 de dezembro de 2012 | 14h17

O Social Democrata rejeitou a proposta porque as férias escolares nas cidades de Berlim, Brandenburgo e Hamburgo começam neste dia. "É um absurdo realizar eleições no momento em que muitas pessoas estão viajando de férias", disse o legislador do partido Thomas Oppermann. "Não é bom para a democracia." O partido de oposição quer que as eleições ocorram em 22 de setembro de 2013. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Alemanhaeleições

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.