Partido Social Democrata japonês abandona coalizão de governo

Acordo que mantém base militar americana dentro de Okinawa motivou racha

Efe,

30 Maio 2010 | 06h23

O Partido Social Democrata japonês decidiu neste domingo, 30, abandonar a coalizão do primeiro-ministro, Yukio Hatoyama, por sua oposição ao acordo entre Tóquio e Washington sobre uma base militar em Okinawa, informou a agência local Kyodo.

 

A decisão foi tomada pouco após Hatoyama repreender a ministra de Consumo, Mizuho Fukushima, líder do minoritário Partido Social Democrata, por sua oposição ao acordo alcançado na sexta-feira, 28, com os Estados Unidos para manter uma polêmica base militar dentro de Okinawa.

 

O Partido Social Democrata fazia parte desde setembro da coalizão de governo junto com o Partido Democrático de Hatoyama (que conta com maioria na Câmara Baixa) e o Novo Partido do Povo, outra legenda minoritária.

Mais conteúdo sobre:
Japão Yukio Hatoyama

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.