Partido sunita pede prudência ao governo em Al-Anbar

O Partido Islâmico do Iraque (PII), o principal partido político sunita, pediu neste sábado ao governo de Bagdá que seja prudente em suas atuações na província de Al-Anbar, considerada o principal reduto da insurgência. O pedido dos árabes sunitas chega um dia depois da circulação de informações que asseguravam que o Exército dos Estados Unidos, apoiado pelas forças iraquianas, estaria preparando uma operação militar em grande escala para acabar com a resistência. "Temos que esperar e dar tempo ao novo governo para que reconsidere a situação da segurança e adote uma nova estratégia baseada em fatores econômicos e políticos, e não no uso de uma força desmedida", diz o comunicado do PII. Na semana passada, a Associação de Ulemás Muçulmanos, o principal grupo religioso sunita, alertou para os riscos dos "preparativos para um novo massacre" do Exército dos EUA na província de Al-Anbar. "Qualquer operação militar será uma repetição dos erros anteriores", acrescenta o comunicado em referência à morte de centenas de civis em campanhas militares anteriores na região.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.