Partido Trabalhista decide apoiar Sharon

O moderado Partido Trabalhista de Israel votou hoje, por ampla maioria, pela participação no governo do primeiro-ministro eleito Ariel Sharon, informou o secretário do partido, Raanan Cohen. Menos da metade dos 1.675 membros do comitê central do partido votaram.A convenção partidária decidiu escolher ela mesma os nomes para ocupar as pastas ministeriais, rejeitando uma lista elaborada pela liderança. Os ministros deverão ser escolhidos na quinta-feira.Defendendo a participação num governo de "unidade nacional", Shimon Peres, candidato ao cargo de ministro do Exterior de Sharon, disse que os trabalhistas irão influenciar o novo governo ao serem retomadas as conversações de paz com os palestinos.Enquanto os trabalhistas se uniam a Sharon, a violência voltava a explodir na Faixa de Gaza. Um soldado israelense ficou levemente ferido quando palestinos explodiram uma bomba nas proximidades de uma patrulha do Exército, a segunda bomba do dia, disseram militares.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.